Apple ganha permissão para testar tecnologia 5G

A tecnologia 5G ainda está engatinhando, mas a Apple já está com tudo pronto para colocar suas ávidas mãos nela e começar a fazer os devidos testes para que os IPhones do futuro recebam a nova geração do protocolo de internet móvel.

Como relatou hoje o DSLReports, a FCC (Federal Communications Commission, órgão regulatório americano análogo à nossa Anatel) concedeu hoje à Maçã uma “licença experimental” para testar a tecnologia, meses após a empresa solicitar a permissão com a justificativa de que quer “oferecer dados de engenharia relevantes à operação de dispositivos nas futuras redes 5G das operadoras”.

Em outras palavras, se fizermos um paralelo entre o prospecto de um iPhone 5G com o processo de reprodução humana, testemunhamos aqui o seu momento fundamental — a fecundação.

Entrando nas especificidades do assunto, a Apple terá permissão de testar a tecnologia 5G nas bandas de curto-alcance e alta-frequência ou, mais precisamente, no espectro entre 28GHz e 39GHz — este é um intervalo dentro da faixa separada pela FCC no ano passado para ser distribuída entre as empresas de tecnologia. Por outro lado, as operadoras dos EUA, como Sprint e T-Mobile, estão fazendo seus testes em bandas de frequência bem menor e maior alcance, como 600MHz e 2,5GHz. Ou seja, em algum momento no futuro, as fabricantes e operadoras terão de se resolver sobre onde exatamente se estabelecerá essa nova rede.

Dito isso, é importante notar que o padrão 5G ainda é uma ideia deveras distante que não tem nenhum detalhe definido até o momento — por isso, não é possível dizer, por exemplo, quais velocidades ele irá suportar ou qual o prazo médio para que ele comece a aparecer nos nossos aparelhos. A entrada da Apple — uma das maiores fabricantes de smartphones do mundo, não preciso lembrar — na jogada, entretanto, pode ser um bom catalisador para que o processo ocorra mais rapidamente.


Deixe um comentário!
  • Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.