Fiação exposta, infiltração, umidade e pintura descascada. Esse é o cenário da Escola Municipal Filomena Catarina Moreira, localizada na Av. Primeiro de Maio, no bairro Santo Antônio.

Indignado, um pai de aluno que não quis se identificar entrou em contato com a nossa reportagem e disse que o seu filho estuda na escola municipal e está tendo problemas para estudar devido a situação precária em que a instituição de ensino se encontra.

“Infelizmente somos obrigados a colocar nossos filhos nessa escola que não tem nenhuma condição de receber as crianças. Pois está toda depredada, com vários defeitos e fiações expostas”, lamentou.

Estrutura x Qualidade

Não há uma comprovação unânime entre os estudiosos de que melhor infraestrutura significa necessariamente maior qualidade da educação. Para o professor da Universidade de Brasília Joaquim Soares Neto, no entanto, esse fator faz diferença no contexto brasileiro.

“Na realidade brasileira, infraestrutura está sim relacionada com qualidade de ensino. Temos uma grande desigualdade de infraestrutura e infelizmente as escolas menos equipadas atendem os alunos mais carentes. Os alunos vêm com uma dificuldade devido a diversos fatores e ainda chegam em escolas menos preparadas”, diz. Soares, que é membro do Conselho Nacional de Educação (CNE) e já foi presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Por Marco Silva

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA