Ministério Público Eleitoral na cola de César Vieira em São José de Ribamar

O Ministério Público abriu, no último dia 17, procedimento eleitoral para apurar se o ex-administrador regional, ex-vereador e pré-candidato César Vieira (PTB), cometeu crimes eleitorais.

O procedimento foi aberto após mais uma denúncia responsável do blog do Jamys Gualhardo que vem fiscalizando o uso do dinheiro público, e possíveis abusos de Poder Econômico. (O blog já conseguiu, de forma responsável, a queda de um Secretário que usava o veículo da prefeitura para ir ao supermercado – relembre)

No dia 16, o Blog Jamys Gualhardo demonstrou com provas produzidas pelo cidadão Fael, que é uma espécie de divulgador de redes sociais da prefeitura de São José de Ribamar, que o pré-candidato a vereador César Vieira estava fiscalizando obras na região das Vilas, onde o pré-candidato atuou profissionalmente como administrador regional e onde atua politicamente.

Em vários vídeos e postagens feitas pelo divulgador em grupos de whatsapp é possível ver a imagem de César Vieira conversando com funcionários, ou apensas áudios.

No dia do fato, o divulgador informou que “estavam” fiscalizando obras e mostrou ter informações privilegiadas, com locais onde estavam sendo realizadas obras e outras onde ainda serão executadas, informações essas de fácil acesso para um administrador regional.

Além da conduta, que será investigada pelo Ministério Público Eleitoral, César Vieira terá que explicar a arquitetura que fez para que o filho fosse exonerado do cargo em comissão no Instituto de Previdência, colocasse sua nora, no cargo do filho, e ao pedir exoneração para cumprir o prazo eleitoral, garantir a nomeação do filho em seu cargo.

Na prática, o jeitinho de tentar burlar a lei eleitoral está sendo chamada de “Herança de cargo”, onde pré-candidatos a prefeito, vice-prefeito e vereador se desincompatibilizaram dentro do prazo e colocaram parentes em seus lugares.

Ao investigar César Vieira, o Ministério Público pode acabar encontrando indícios de campanha antecipada para Eudes Sampaio, já que o divulgador faz questão de publicar ações da prefeitura seguidas de “figurinhas” do pré-candidato a prefeito, para associar a imagem de Eudes as obras.

Já a rede de nomeações de parentes, também pode complicar a vida de Eudes Sampaio, que assina as nomeações.

Estamos de olho!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *