Assim que Francisco Nagib assumiu o poder houve uma pressão de diversos setores da sociedade pela realização de um concurso público uma vez que no ano anterior Zito, seu antecessor, tentou realizar um certame que foi barrado na Justiça.

O Ministério Público Estadual, que já vinha tentando desde 2015, pegou a carona da nova onda de pressão popular e conseguiu fazer com que o novo gestor assinasse um TERMO DE AJUSTAMENTO DE CONDUTA comprometendo-se a realizar o concurso até 31 de dezembro de 2017.

Este ato de assinatura do TAC aconteceu no dia 8 de fevereiro de 2017. O prazo acabou e o concurso não fora realizado.

A Promotora Linda Luz Matos Carvalho ainda não se pronunciou a respeito do que pretende fazer com o gestor municipal pelo descumprimento do TAC do Concurso.

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA