O ex-prefeito de Coroatá (a 260 km de São Luís), Luís da Amovelar, foi condenado pela Justiça Federal por desvio de verbas federais destinadas à educação. No julgamento da ação por improbidade administrativa movida pelo Ministério Público Federal, a juíza Liviane Kelly Soares Vasconcelos condenou o ex-prefeito a devolver aos cofres municipais o valor de R$ 1.223.174,12 com as devidas correções monetárias, e suspendeu seus direitos políticos por oito anos, tornando-o inelegível.

Ex-prefeito de Coroatá Luis da Amovelar

O ex-prefeito também foi condenado ao pagamento de multa equivalente a 20 vezes o valor da maior remuneração percebida durante seu mandato, além de proibí-lo de contratar com o poder público ou receber benefícios ou incentivos fiscais pelo prazo de cinco anos.

Na ação de improbidade administrativa, o MPF acusou Luís da Amovelar de cometer diversas irregularidades no uso de verbas públicas do Programa de Educação de Jovens e Adultos (PEJA), do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), do Fundef e outros recursos destinados principalmente à educação do Município de Coroatá. Só lembrando que,Luís da Amovelar, é pai do atual prefeito da cidade de Coroatá, Luís da Amovelar Filho, ou seja, Luizinho” continua tendo acesso a muitas coisas na cidade de Coroatá.

Deixe seu comentário


  • Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.