Porto Rico do Maranhão: Possível candidata a prefeita tem passado envolvido em acusação de assalto com arma de fogo e tráfico de drogas

blank
Jaqueline e Aldo Brown

O município de Porto Rico do Maranhão pode virar notícia nacional caso o pré-candidato a prefeito Aldo Brow, presidente do PL, resolva colocar sua esposa como candidata em seu lugar, a presidente do Avante, Jacqueline Nascimento da Luz.

De acordo com documentos oficiais do TJPA – Tribunal de Justiça do Pará, Jaqueline foi presa em flagrante, em companhia de outro homem por nome Lielton, (morto durante o trâmite do processo) acusados de praticarem assalto com arma de fogo a um estabelecimento conhecido como Havana Drinks, em Ananindeua, no Estado do Pará. (Acompanhe o processo aqui)blank

Ainda de acordo com o processo judicial, no dia do crime a Polícia Militar fez buscas e encontrou na residência de Jaqueline, sacos com drogas.

Nos autos do processo judicial, consta que Jacqueline confessou a autoria do crime enquadrado no artigo 157 do código penal, mas nega que a cocaína encontrada pela PM em sua residência seja sua.

Segundo depoimento de Jacqueline, ela diz que é gerente da empresa Prime, razão social AZ Serviços, inscrita sob o número de CNPJ 11.833.119/0001-61, localizado no município da Raposa-MA.

A empresa, inclusive, tem como sócio Aldene Nogueira Passinho, o Aldo Brown, que mantém contratos milionários em diversos municípios do Estado do Maranhão, mas isso é assunto para outra postagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *