URGENTE! Prefeito Nagib confirma morte de JNET por coronavírus em Codó

José Matos (JNET)

O prefeito de Codó, Francisco Nagib, acaba de confirmar ao Blog do Marco Silva que o empresário José Pereira Matos, popularmente conhecido como J. Net, morreu na noite desta quarta-feira (22) vítima do novo coronavírus.

De acordo com informações do prefeito, J. Net foi internado no hospital de campanha nesta terça-feira (21), mas fugiu do local. Após piora em se quadro de saúde, a família o levou novamente para o hospital, onde estava recebendo atendimento da equipe especializada. No entanto, não resistiu as complicações provocadas pela Covid-19 e morreu por volta das 20h30 desta quarta-feira (22).

“Essa madrugada, quando deu por volta de seis horas da manhã, o celular dele começou a me ligar e era a namorada dele. Ela disse que estava com ele a noite toda no hospital de campanha e estava muito agitado, tomou soro e oxigênio, mas tinha hora que ele arrancava o escape do soro e saia, queria fugir do hospital e ele foi pra casa. Mas às 6h da manhã de hoje ele piorou muito e decidiram internar ele novamente. Eu pessoalmente fui no hospital de campanha, cheguei lá por volta das 6h30. Quando eu tava lá ele tentou sair novamente, mas a família conseguiu segurar ele lá e ele piorou”, explicou o prefeito.

O prefeito também confirmou que na tarde de hoje o quadro clínico do empresário se agravou e foi constatado que ele precisava de um leito de UTI, que foi conseguido em Lago da Pedra. No entanto, não deu tempo de fazer a transferência.

“A glicemia dele tava lá encima, mais de 500, e os rins dele tava parando. Eu consegui a transferência dele para Timbiras, mas a família não quis. Agora na parte da tarde o estado de saúde dele se agravou mais ainda e informaram que ele precisava de uma UTI. Com a ajuda do Braúna, conseguimos um leito pra ele em Lago da Pedra. Mas infelizmente não deu tempo de levar”, lamentou Nagib.

José Pereira Matos era proprietário do provedor de internet J.Net, um dos mais populares do município de Codó.

Por Marco Silva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *